Skip to content

Clássico da semana: Chevrolet Opala

04/10/2011
Chevrolet Opala 1968

Chevrolet Opala 1968

 

Hoje o clássico é um brasileiro famoso e muito querido, cujo projeto (chamado de 676) foi apresentado em uma coletiva de imprensa no final de 1966. O Chevrolet Opala surgiu em 1968 no Salão do Automóvel e foi o primeiro carro de passeio da montadora no Brasil. Seu visual era derivado do alemão Opel Reckord e seus motores vinham do americano Impala. Dessa união surgiu também seu nome (opel + impala), que também é uma pedra preciosa que assume múltiplos tons de cor quando exposta à luz.

 

Chevrolet Opala SS

Chevrolet Opala SS

 

O carrão passou por muitas reestilizações e alterações de estilo, mas sua essência e seus fãs permaneceram sempre lá. A primeira geração tinha motores 4 cilindros de 2.5 L e 6 cilindros de 3.8 L. Em 1970 foi lançado Opala SS, com faixas pretas, rodas esportivas e melhoras no 6 cilindros, que passava a ser 4.1 L e desenvolvia 140 cv. Em 1975 vinha a primeira grande reestilização e também o nascimento da Caravan, versão perua. Os motores eram 2.5 L e 4.1 L.  Em 1980 o Opala sofria sua segunda grande reestilização, se tornava mais luxuoso e tinha visual mais conservador, menos charmoso e esportivo. Nessa época surgiu a luxuosa versão Diplomata.

 

Opala Diplomata 1980

Chevrolet Opala Diplomata 1980

 

Opala Diplomata 1991 (propaganda da época)

Chevrolet Opala Diplomata 1991 (propaganda da época)

 

Com o lançamento do Monza em 1983 o Opala começou a perder terreno por ser maior, mais caro e menos moderno que o irmão menor. Ele ainda passaria por mais duas reestilizações (em 1988 e 1991) que renderam uma sobrevida, mas já não era mais um sucesso e perdia espaço para concorrentes. Depois de sair de linha ele entrou para o rol de clássicos brasileiros, com muitos fãs dedicados, e graças a eles ainda é possível encontrar um bom número de Opalas conservados rodando nas ruas. Essa adoração toda não é para menos: eleito carro do ano em 1972 pela Revista Autoesporte, além de ter um visual cativante, especialmente até 1979, o Opala era um esportivo veloz para a época. Sua versão SS, que adotava o motor 250-s de 180 cv chegou a mais de 190 km/h em 1976 e foi considerado pela Revista Quatro-Rodas o carro mais rápido do Brasil, superando Dodge Charger R/T e Ford Maverick GT.

Espero um dia conseguir meu Opalão, pois também sou fã dele.

 

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: