Skip to content

Clássico da semana: Bentley 4 ½ litros

25/10/2011
Bentley 4½ litros

Bentley 4½ litros

 

Esse carro foi um dos maiores responsáveis (talvez o maior) pela fama britânica no automobilismo antes da II Guerra Mundial. Sua produção começou em 1927 e terminou em 1931 e teve 720 unidades. O nome do carro faz referência à cilindrada do motor, que era de 4.398 cc, ou 4.4 litros, arrendondados para 4.5 para soar melhor (e maior). Esse modelo substituiu o Bentley 3 litros e nessa época o fundador da marca, Walter Owen Bentley, criou um slogan que ficou muito popular: “there is no replacement for displacement”. Seria algo como “não há substituto para a cilindrada”, fazendo referência à maior cilindrada do novo modelo em comparação com o anterior.

O Bentley 4 ½ litros venceu algumas corridas, inclusive a famosa 24h de Le Mans por 4 vezes seguidas, entre 1927 e 1931, e com isso a marca ganhou reputação e fama. O motor usado era um 4 cilindros moderno para a época, com 24 válvulas (4 por cilindro, quando normalmente se usavam apenas duas) desenvolvia 130 cv na versão de corrida. Além das vitórias em circuitos, o Bentley conseguiu um recorde de velocidade em 1932, alcançando 222,03 km/h.

 

Bentley Blower

Bentley Blower

 

O carro se mostrou confiável para corridas de longa duração, apesar de consumir 4 litros de combustível por minuto em altas velocidades. Tal fato virou motivo de brincadeira para Ettore Bugatti, outro criador de carros fantásticos, que disse que o Bentley era o caminhão mais rápido do mundo. Ainda existiu outra versão deste carro, entre 1929 e 1931, conhecida como Bentley Blower. A principal diferença para a versão normal era a adoção de um compressor mecânico no motor (supercharger) que elevava a potência da versão de corrida para 240 cv. Mas essa modificação trouxe problemas para o carro, especialmente em curvas, pois o compressor ficava instalado à frente do radiador, aumentando o peso no eixo dianteiro e fazendo o carro sair de frente.

Até hoje é um automóvel considerado histórico, pelos feitos que conseguiu na pistas, colocando a Grã-bretanha no mapa do automobilismo mundial.

 

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: