Skip to content

Personagem da semana: Dario Franchitti

01/12/2011
Dario Franchitti

Dario Franchitti

 

Um escocês com nome italiano que corre nos EUA. Bela mistura para um campeão.

Dario Franchitti começou correndo em sua terra natal, vencendo o campeonato junior de kart em 1984. Nos dois anos seguintes venceu o campeonato junior britânico de kart e em 1988 o sênior escocês de kart. Ganhando visibilidade com seu sucesso, foi promovido para a Fórmula Vauxhall Junior, cujo campeonato conquistou em 1991.

Em 1992, foi para a Fórmula Vauxhall Lotus e terminou sua temporada de estreia em 4º lugar, feito que lhe rendeu a nomeação de Jovem Piloto McLaren Autosport do ano. Como em toda sua carreira até o momento, a evolução continuou e Franchitti conquistou o título da categoria em 1993. No ano seguinte foi disputar o famoso campeonato de Fórmula 3 britânica, terminando o campeonato em 4º, com uma vitória no ano. Apesar do bom desempenho para um estreante, não foi contratado por nenhuma equipe em 1995, o que causou o fim de sua carreira em monopostos de corrida europeus.

Com isso, sua carreira passou por momentos mais delicados. Em 1995  e 1996, Dario correu no campeonato alemão de turismo e no campenato internacional de turismo, contratado pela AMG Mercedes. Nesse período foi piloto de testes da equipe Jaguar de F1, com os ensinamentos de Sir Jackie Stewart. O ano de 1997 foi marcado pela principal mudança de sua vida: o início da carreira nos EUA. Com isso, pode continuar mostrando suas qualidades como piloto na extinta CART. Sua temporada de estreia foi regular, terminando na 9ª posição, mas no ano seguinte, de equipe nova, foi o terceiro colocado do campeonato, com 3 vitórias e 5 pole positions.

 

Dario Franchitti

Dario Franchitti

 

O título passou muito perto em 1999. Tanto Dario como Montoya marcaram 212 pontos, mas o Colombiano tinha mais vitórias na temporada e ficou com o título. Em 2000, Franchitti sofreu um forte acidente nos testes de pré-temporada, o que acabou com o seu ano. Os dois anos seguintes foram de recuperação, tanto pelo acidente, como pelo ano perdido de 2000 e pelo amigo Greg Moore, também piloto, falecido em 1999 nas pistas.

Em 2003 mais uma mudança em sua vida, a mudança para a IndyCar series. Novamente Franchitti precisaria se adaptar a uma nova categoria, com novas regras, carros e pilotos. Aceitou o desafio e fez como sempre em sua carreira, evoluiu. A temporada mal começou em 2003 e ele precisou parar, pois lesionou as costas andando de moto. Em seu retorno em 2004, terminou o campeonato em 6º com uma vitória. No mesmo ano conquistou também a vitória no famoso rally Pikes Peak.

Sua evolução continuou até 2007, quando conquistou seu primeiro título na categoria. Com a taça nas mãos, se motivou para um novo desafio, a NASCAR. Sua adaptação não foi das melhores, então voltou para a IndyCar em 2009 e não deu mais chances para nenhum outro piloto. Foi campeão em 2009, 2010 e 2011.

Vamos ver o que o escocês apronta em 2012, pois todos os campeonatos que participou desde 2007 na IndyCar series ele faturou. É um piloto muito querido no meio automobilístico e sempre mostrou uma incrível capacidade de superação e adaptação, melhorando a cada temporada que disputa.

 

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: