Skip to content

Personagem da semana: Michele Alboreto

22/12/2011
Michele Alboreto

Michele Alboreto

 

Alboreto foi um piloto italiano com uma longa carreira no automobilismo. Teve alguns resultados bastante expressivos em diferentes categorias e só não continuou em busca de mais vitórias devido a um acidente fatal sofrido em 2001, aos 44 anos.

Sua carrera começou em 1976, disputando a Fórmula Monza com um carro construído por ele e mais alguns amigos, que se mostrou pouco competitivo. Em 1978, à bordo de um March, Michele disputou a Fórmula Itália, conseguindo algumas vitórias. Esses resultados chamaram a atenção de equipes de Fórmula 3, e em 1979 ele disputou o campeonato italiano e o europeu, terminando sua temporada de estreia em 6º e 2º respectivamente. O campeonato seguinte foi o trampolim para a Fórmula 1, pois conquistou o título da Fórmula 3 europeia.

 

Michele Alboreto na Tyrrel, em 1983

Michele Alboreto na Tyrrel, em 1983

Com os bons resultados, conseguiu uma vaga na Tyrrel aos 24 anos, em 1981. Sua primeira temporada não foi boa, mas o carro também não ajudava muito. O ano seguinte foi melhor, pois Alboreto conseguiu seu primeiro pódio e sua primeira vitória, conquistada no último GP do ano. Terminou o campeonato com 25 pontos, na 8ª posição. Depois da evolução na sua segunda temporada, o ano de 1983 foi novamente ruim.

 

Michele Alboreto na Ferrari

Michele Alboreto na Ferrari

Apesar dos resultados pouco expressivos, em grande parte por culpa do carro, Michele Alboreto foi contratado pela Ferrari, onde ficou de 1984 até 1988. Durante esse período, conquistou 4 vitórias pela escuderia italiana e foi vice-campeão da temporada de 1985, vencida por Alain Prost. Depois de seu melhor período na Fórmula 1, à bordo da Ferrari, Alboreto teve passagens por várias equipes menores, tais como Tyrrel, Scuderia Italia, Minardi, Larrousse, Arrows e Footwork.

Aposentado da Fórmula 1, Michele nunca parou de pilotar e disputou corridas de longa duração, conseguindo bons resultados. Venceu as 24h de Le Mans em 1997 e as 12h de Sebring em 2001. Pouco mais de um mês após esta vitória, testava um Audi R8 na Alemanha quando um pneu estourou e causou um acidente fatal. O italiano era fã de Ronnie Peterson, exímio piloto de Fórmula 1 também falecido nas pistas, cujas cores e desenho do capacete compartilhava. Michele Alboreto morreu, assim como muitos outros pilotos, fazendo o que mais gostava. Ficam as lembranças de suas vitórias e de ser um cara querido por todos os companheiros.

 

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: