Skip to content

Clássico da semana: Ford T

03/01/2012

Depois de uma pequena pausa para as festas de fim de ano, o blog está de volta, com o tanque cheio para o ano de 2012.

 

Ford T

Ford T

 

Nada melhor para começar do que o começo. O primeiro carro de produção em série do mundo: o Ford T. Suas histórias são muitas, mas a mais conhecida certamente é a de ter motorizado os Estados Unidos. Era um carro livre das gozações que muitos carros da época sofriam, era bem construído e relativamente fácil de dirigir graças à sua transmissão semi-automática cíclica de 3 marchas.

 

Linha de montagem do Ford T

Linha de montagem do Ford T

 

Sua produção se iniciou em 1908 e durou 19 anos. Alcançou mais de 15 milhões de unidades comercializadas, marca ultrapassada apenas em 1972 pelo Volkswagen Beetle (Fusca). Além da produção em série, o Ford T foi o primeiro carro mundial, sendo fabricado em vários países simultaneamente. As sobras de madeira usadas na produção do carro eram reaproveitadas para serem transformadas em carvão vegetal, o que comprova mais uma vez que Henry Ford (1863-1947) estava à frente de seu tempo.

Ele era um engenheiro autodidata que passou sua juventude como mecânico em Detroit, o que o ajudou a adquirir um grande conhecimento na construção de máquinas. Apesar da vida urbana, Henry nunca esqueceu sua origem rural e quis construir um automóvel voltado para a praticidade e que beneficiasse as pessoas do campo. Seu objetivo foi alcançado com o Ford T, cuja versatilidade e resistência o ajudavam a percorrer sem problemas as estradas rurais precárias daquela época.

 

Linha de montagem do Ford T

Linha de montagem do Ford T

 

O modelo T também teve um significado importante como símbolo das técnicas de produção em série criadas por Ford, tornando-se foco de admiração mundial do que ficou conhecido com o Fordismo. Muitos sugerem que esse modo de produção foi o início da transformação de homens em máquinas de trabalhar. O filósofo escocês Adam Ferguson escreveu, “A arte mecânica obtém mais sucesso quando existe uma supressão total de sentimentos. Fabricantes prosperam quando a linha de produção é como um motor, cujas partes são os funcionários”.

Essa poderia ser uma descrição quase perfeita da fábrica da Ford na época, mas mesmo recebendo críticas, seus métodos impressionaram Adolf Hitler e Joseph Stalin.

 

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 03/01/2012 20:41

    Henry Ford queria mesmo (e conseguiu) fabricar um carro que qualquer pessoa pudesse comprar e com um preço acessível.
    Qd estudamos achamos até “engraçado” a questão: ” Modelo Ford T…Disponível em qualquer cor, contanto que fosse preto”
    A demanda era tal que no departamento de pintura da Ford não havia lugar para a secagem de tantos automóveis fabricados, a solução foi adotar a cor preta por possuir uma secagem mais rápida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: