Skip to content

Clássico da semana: Toyota MR2

13/11/2012
Toyota MR2 de 1984

Toyota MR2 de 1984

 

Este pequeno coupé de motor central foi uma surpresa em 1984, quando foi lançado. Conhecida por modelos mais conservadores e familiares, a Toyota começou a contribuir de forma importante para o mercado de esportivos. Apesar de utilizar um motor 1.6, o carro era capaz de alcançar 201 km/h.

A montadora já era a maior dentre as japonesas, mas a maior parte de suas vendas aconteciam nos Estados Unidos. Mantendo o foto neste mercado, ela começou a desenvolver, nos anos 1980, uma nova geração de propulsores que estivesse de acordo com as novas regras de emissões norte-americanas. Tecnologias como duplo comando no cabeçote e quatro válvulas por cilindro se tornaram especialidades da Toyota, que logo se tornou lider mundial neste tipo de motor.

 

Toyota MR2 de 1989

Toyota MR2 de 1989

 

O desenvolvimento destas unidades levaram engenheiros para o campo da performance. Em 1981, uma ligação com a Lotus, detentora de grande experiência no ramo, ajudou no desenvolvimento do novo esportivo. Na ocasião do lançamento, o MR2 podia vir com dois motores: 1.6 litro de 121 cv do Corolla GTi para o modelo de exportação e 1.5 litro para o modelo destinado ao mercado interno. Nas duas versões, o motor era montado transversalmente atrás do motorista, numa carroceria de linhas retas e frente em cunha. O automóvel tinha apenas dois lugares e as entradas de ar laterais denunciavam a localização do motor.

Até mesmo os mais desconfiados foram obrigados a elogiar o carro. Os itens que mais chamavam a atenção eram a segurança, a estabilidade previsível e um motor muito elástico, capaz de levar o carro aos 100 km/h em apenas 7,7 segundos. A sede do consumidor norte-americano motivou uma versão ainda mais potente, equipada com compressor. Chegava a 217 km/h de máxima e acelerava até de 0 aos 100 km/h 7 décimos mais rápido que a outra versão.

 

Toyota MR2 de 2000

Toyota MR2 de 2000

 

Em 1987 apareceu uma versão targa, com teto trasparente destacável. Dois anos depois chegou a segunda geração do modelo. Manteve o estilo e a orientação mecânica, mas tinha linhas mais suaves, com menos personalidade e motor de 2 litros, que levava o modelo aos 220 km/h. A terceira geração chegou no ano 2000, voltando um pouco às origens, com um carro de visual mais descontraído e dimensões menores. Desta vez, o MR2 vinha apenas em carroceria conversível e chegou em sua maior potência desde o lançamento através de uma versão 1.8 litro turbo, que alcançava mais de 240 km/h.

O pequeno esportivo parou de ser fabricado em 2007, mas representou uma parte importante da Toyota, que desde então passou a ser representada não somente com ótimos automóveis familiares, mas com ótimos esportivos.

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: