Skip to content

Clássico da semana: Panther J72

27/11/2012
Panther J72

Panther J72

 

Criado sem muito compromisso, para ser usado por playboys, o Panther J72 era mais que um carro para esbanjadores. Sua poderosa versão com motor V12 era capa de acelerar de 0 a 100 km/h em 6,6 segundos, uma das melhores marcas da época. Seu “pai” foi Robert Jankel, que já havia trabalhado em projetos de Fords modificados e na indústria da moda. Sua diversificada experiência influenciou diretamente o projeto deste automóvel único.

Depois de produzir réplicas de carros famosos em pequena escala, Jankel decidiu fundar a Panther West Winds em 1971, com o lançamento de seu primeiro carro, o J2. “É a melhor réplica já feita”, declarou, na época, a revista especializada Autocar. A maior inspiração para o modelo foi o Jaguar SS 100 de 1935, que também teve sua parcela na escolha do nome de um felino para a empresa.

 

Panther J72

Panther J72

 

O carro era construído à mão com extrema qualidade e sua carroceria em alumínio era linda após o cuidadoso serviço de pintura. Tal esmero na fabricação tinha um preço, e que preço! Custava, em 1972, $6.130, o equivalente a dois Jaguar E-Type. Debaixo do capô ficava acomodado um motor 3.8 litros que equipara o Jaguar Mark II, e a caixa de marchas vinha do XJ6.

O interior carregava a mesma qualidade vista na carroceria. O acabamento primoroso era combinado a muitos instrumentos, deixando o painel parecido com o dos charmosos roadsters da década de 1930. Com a configuração mecânica da primeira versão, o carro alcançava 185 km/h e acompanhava as expectativas de seus donos. Era confortável, fácil de dirigir, perfeito para as estradas e muito limitado para ruas esburacadas ou de terra.

Algumas coisas mudaram para o modelo de 1974, incluindo novos motores, dentre eles o V12 de 5.3 litros com três carburadores Weber. A velocidade final aumentou para 196 km/h e a aceleração teve um ganho considerável, tornando-se uma das melhores da época. Além do alto preço de $13.650, o consumo médio era sofrível: 4 km/l. A produção do esportivo foi encerrada em 1981, com apenas 430 unidades fabricadas. Difícil alguém não gostar de um clássico como este: estiloso, excêntrico, raro e com uma aceleração poderosa.

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: