Skip to content

Personagem da semana: Peter Sauber

29/11/2012

Peter Sauber

 

Qualquer pessoa que tenha uma equipe de Fórmula 1 atuando por mais de 10 anos merece respeito. Muitos subestimaram a capacidade de Peter Sauber, mas seu time já está há 19 anos na categoria máxima do automobilismo.

Nascido na Suíça, sempre foi quieto e nunca gostou de aparecer para entrevistas nem tampouco de falar inglês. Sua ligação com os automóveis começou quando trabalhou como vendedor de carros na juventude. Com o crescimento da paixão, começou a disputar corridas de hill climb com seus próprios carros, criando um embrião daquilo que seria sua equipe.

Sua primeira criação foi o Sauber C1, contruído no porão da casa dos pais em 1971. Tinha estrutura tubular e motor Ford de 1 litro. Ele e outros pilotos dirigiram seu carro em hill climbs e em 1974 foi o vencedor com o piloto Friedrich Hürzeler. Em 1973, Peter já tinha clientes interessados em seu trabalho. Depois do modelo C2, foram construídos três C3 para o campeonato Suíço de carros esporte. O C4 de 1975 só teve uma unidade construída e foi o primeiro carro de Peter feito em alumínio. Com o modelo C5 veio mais sucesso, chegando a liderar as 24 horas de Le Mans na sua categoria em 1977 e 1978, mas abandonou nas duas ocasiões.

 

Sauber C1 de 1971

 

Sauber C5 de 1977

 

Em 1980 e 1981 ele ficou encarregado do desenvolvimento dos BMWs M1 de corrida, que ganharam os 1000km de Nurburgring. Em 1982 foi lançado o modelo C6, o primeiro testado em túnel de vento da equipe. Em 1985 um grande impulso começou com o início da parceria de Sauber com a Mercedes, culminando com a criação dos clássicos C9 que disputaram Le Mans e o Campeonato Mundial de Esporte Protótipos. Nesses fantásticos automóveis correram dois pilotos que depois estreariam pela equipe na Fórmula 1: Karl Wendlinger e um tal de Michael Schumacher.

 

Sauber C9

 

A entrada na principal categoria do automobilismo mundial foi em 1993. Desde então, sempre com orçamento limitado, Peter Sauber vem cuidando de sua equipe e mantendo-a no pelotão intermediário, o que é uma façanha. Mas uma das coisas que Peter Sauber sabe fazer bem é revelar talentos. Dentre eles estão Frentzen, Nick Heidfeld, Kimi Raikkonen, Felipe Massa e mais recentemente Kamui Kobayashi e Sergio Perez.

Perto de completar 70 anos, Sauber resolveu deixar o cargo de líder da equipe e tomar menos decisões. Será que ele aguenta ficar longe?

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: