Skip to content

Clássico da semana: Alfa Romeo 8C 2900B Le Mans Special

22/01/2013
Alfa Romeo 8C 2900B Le Mans Special

Alfa Romeo 8C 2900B Le Mans Special

 

A famosa Lamborghini Gallardo Superleggera (‘superleve’) usa essa denominação por causa de seu peso reduzido em relação ao modelo base, mas o termo não é nada novo entre os esportivos italianos. Para ser mais exato, surgiu nos anos 1930 para designar um novo sistema de construção para os carros de turismo. Ele consistia em uma estrutura tubular parecida com uma gaiola, leve e resistente, capaz de sustentar a carroceria como se fosse sua “pele” totalmente feita em alumínio.

A Carrozzeria Touring foi um dos principais representantes dos tempos áureos dos automóveis italianos e tinha uma ligação muito forte com a Alfa Romeo. O carro que estava nascendo foi idealizado por Felice Bianchi Anderloni, que se interessava muito por aerodinâmica e engenharia estrutural, mas sem perder a elegância e o bom gosto. Criado em 1938, o novo Alfa Romeo usou como base um dos cinco chassis de 8C 2900B modificados para corridas. Na verdade, eles eram oferecidos a alguns consumidores exclusivos, mas não passavam de versões de rua dos vencedores das Mille Miglia de 1936 e 1937.

 

Alfa Romeo 8C 2900B Le Mans Special

Alfa Romeo 8C 2900B Le Mans Special

 

Apresentado para as 24 horas de Le Mans de 1938, o automóvel era incrível. Ele representou o que existia de mais avançado em aerodinâmica e estética antes da Segunda Guerra Mundial. De um jeito extraordinário, as linhas clássicas do carro que serviu de base estavam preservadas, mas pareciam se transformar diante de todos em uma escultura trabalhada pelo vento para se tornar algo nunca visto. Para acompanhar o visual, a modernidade técnica também foi implantada com sucesso. O motor era um 8 cilindros em linha de 2.9 litros que desenvolvia 220 cv. A suspensão era independente na dianteira e na traseira e para ajudar a distribuição de peso, a transmissão era montada junto com o diferencial traseiro, formando um só bloco. Somado a isso, o tanque de combustível era montado logo atrás do piloto, aliviando um pouco o peso da enorme dianteira, que abrigava o generoso motor.

O Alfa Romeo 8C 2900B Le Mans Special alcançava mais de 210 km/h. Isso o ajudou a construir a maior liderança já vista nas 24h de Le Mans até então: 11 voltas em relação ao segundo colocado. Infelizmente o sucesso não durou até a bandeirada final e o carro precisou abandonar por problemas mecânicos. Depois de passar pelas mãos de alguns colecionadores sortudos, o carro finalmente retornou para a Alfa Romeo no final dos anos 1980 e está exposto no museu da marca. Você deve perguntar onde estão os outros carros, não é? Pois não existem outros carros. Essa versão teve apenas uma unidade construída e graças a Deus ela ainda existe!

 

Alfa Romeo 8C 2900B Le Mans Special

Alfa Romeo 8C 2900B Le Mans Special

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. 13/02/2016 19:18

    maravilhosa obra de arte. pura engenharia de artesão.
    parabéns pela apresentação e nos mostrar o que há de melhor no mundo automobilístico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: